Portal de Iranduba

Política

Esporte

Entretenimento

4 de agosto de 2011

De Jaraguá do Sul para o Amazonas ( Iranduba )

Acadêmicos da faculdade Jangada fizeram trabalho social voluntário junto ao Ministério da Defesa.

Fontes
Pedro Henrique Leal
Publicado 03/08/2011 às 09:04:26 - Atualizado em 03/08/2011 às 10:37:49


Voluntários do Projeto Rondon prestaram auxílio às comunidades ribeirinhas em Iranduba, no Amazonas. (Foto: Divulgação/ Faculdade Jangada)





Pela quinta vez, acadêmicos da Faculdade Jangada participaram do Projeto Rondon, programa de integração social do Ministério da Defesa. Entre os dias 8 e 25 de julho, sete alunos e dois professores da instituição estiveram no município de Iranduba, no Estado do Amazonas, em trabalhos voluntários nas áreas de saúde e educação.

A jornada partiu de Florianópolis, seguindo para Manaus, onde os voluntários e coordenadores receberam instruções junto com as equipes de outras 39 instituições de ensino, que atuaram em outras cidades do Amazonas.

Com pouco mais de 40 mil habitantes, Iranduba é também detentora de um dos menores IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) do país, de 0,694 – o de Jaraguá do Sul é de 0,850, e o índice vai de zero a um, valor inatingível pelo próprio calculo do índice, e que representaria uma sociedade “perfeita”. “Lá a população precisa muito de trabalho social, é quase uma questão de sobrevivência”, afirmou a estudante de Educação Física Greice Thil, notando que a experiência foi completamente diferente de qualquer projeto local. Segundo Greice, entre outras carências, o trabalho de prevenção de gravidez em jovens, normalmente feito com o ensino médio, lá precisava ser feito com crianças dos 5º e 6º anos.

O coordenador de extensão da Jangada, Clóvis Henrique Duarte, ressalta que a região ainda vive uma política de coronelismo, com grande influência do poder público sobre toda a sociedade. “O governo é o maior empregador em Iranduba, seguido pela agricultura e pesca de subsistência”, afirmou. Apesar da situação de carência, diz Clóvis, a equipe foi muito bem recebida. “Os moradores e a administração local foram muito hospedeiros, o que é bem diferente do que se vê aqui no Sul”. Para a acadêmica de Ciências Biológicas Ana Karolina Rucks, esse primeiro contato bastou para multiplicar a vontade de ajudar, notando que mesmo com poucos recursos a boa vontade era o mais importante.

As atividades realizadas pelos voluntários do Projeto Rondon incluem capacitação de professores e profissionais de saúde, conscientização ambiental e sobre doenças sexualmente transmissíveis, e programas de inclusão social. Em Iranduba, o trabalho de inclusão foi feito junto à Apae, que enfrentava algumas dificuldades, afirma Greice. “Eles não tinham nenhum projeto nesse aspecto ou professores qualificados para atender os portadores de necessidades especiais”, lamentou.

Com lideranças comunitárias, o debate abrangeu temas como câncer de próstata, direitos do idoso, SUS (Sistema Único de Saúde), inclusão social dos portadores de necessidades especiais e a preservação do meio ambiente. “Além de promovermos o desenvolvimento local, proporcionamos ao acadêmico um aprendizado que vai além do conteúdo em sala de aula”, completou Clóvis, relembrando que o projeto é uma oportunidade de conhecer a realidade nacional.

Sobre o Projeto Rondon

Criado em julho de 1967, o projeto, coordenado pelo Ministério da Defesa e pela Secretaria de Educação do Ministério da Educação, foca em ações de cidadania, bem estar, gestão pública e desenvolvimento sustentável nos municípios com os menores IDHs do Brasil. Para a edição de 2011, eram cerca de 20 instituições concorrendo por município, afirma Clóvis. A Jangada participou duas vezes - em 1996, nos Estados do Tocantins e do Mato Grosso, em 1197, no Pará, e em 1998, na Bahia. Este ano, foram atendidos 61 municípios nos Estados do Amazonas, Amapá, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, com 20 voluntários em cada município.

Postar um comentário

Sempre visando o melhor aproveitamento dos Debates, pedimos a atenção dos participantes. Os moderadores não se responsabilizam pelos comentários publicados neste espaço. Coloque o assunto da sua dúvida ou pergunta no título do tópico para facilitar a busca e manter os tópicos organizados. Especifiquem exatamente o assunto no título, isto vai facilitar na resposta solicitada, caso contrário SERÃO APAGADOS. Após a deleção de algum tópico será aberto um outro tópico pra explicar o porquê foi deletado. Escolha um tema claro e objetivo que identifique sua real necessidade e facilite aos demais participantes ajudá-lo.

 
Copyright © 2013 Portal de Iranduba
Powered byBlogger